Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

28/10/2010

No dia do servidor, Sindiagua reafirma luta contra a privatização e a favor dos trabalhadores

Em nota publicada na imprensa local, o Sindiagua parabeniza todos os trabalhadores do serviço público e reafirma luta contra as privatizações. Veja o texto abaixo:

A última crise econômica mostrou a insustentabilidade do modelo capitalista neoliberal. Foi exatamente este modelo que, no final da década de 90, fez com que o Brasil – assim como vários países do mundo - vivesse um período em que prevaleceu a submissão ao mercado e às grandes potências econômicas mundiais, o forte aumento da concentração de renda, a intensa exclusão social e uma onda de privatizações sem limites. A história mostrou o grande mal que as privatizações causaram na economia e no bem-estar social do povo brasileiro ao entregar serviços públicos essenciais para a população nas mãos de grupos privados. O setor de energia, telefonia e várias outras empresas públicas foram vendidas a preços irrisórios. E o pior: com recursos do BNDES que financiaram as empresas estrangeiras na compra do patrimônio público. Demissões e aumento da exploração do trabalhador, queda da qualidade dos serviços (alvo de constantes reclamações nos órgãos de defesa do consumidor) e aumentos exorbitantes de tarifas são alguns dos ônus pagos pelo povo brasileiro até hoje.
A onda da privatização ameaçou fortemente o setor de abastecimento de água e saneamento. Não fosse a mobilização de entidades e movimentos sociais, juntamente com parlamentares e lideranças políticas, os governos neoliberais teriam cometido um verdadeiro crime contra a vida humana. A água, bem público cada vez mais escasso no planeta - fundamental para a saúde e segurança alimentar da população, estaria nas mãos de grupos econômicos privados, que, em nome do lucro, não ofereceriam um atendimento de acordo com o interesse público. É o que acontece hoje no Brasil com os setores de energia elétrica - que possui a tarifa mais cara do mundo - e de telefonia - a maior tarifa entre os países emergentes. No Ceará, por exemplo, a tarifa de energia elétrica aumentou cerca de 240% nos últimos anos. Já a Cagece hoje é uma das melhores estatais do Brasil e possui uma das menores tarifas do País. Assim como ela, diversas outras empresas públicas exercem papel fundamental no desenvolvimento do País, como a Petrobras que poderá fazer do Brasil o 4º maior produtor de petróleo do mundo em 2030.
O atual debate eleitoral e a crise econômica recente mostram que a ameaça da privatização ainda vive e a história precisa ser relembrada. Por tudo isso, no Dia do Funcionário Público, nós, do Sindiagua, parabenizamos toda a categoria, em especial do setor de saneamento, e reafirmamos nossa posição contrária à privatização sobre o patrimônio público brasileiro. Defendemos o fortalecimento do papel do Estado no desenvolvimento do País, o respeito ao trabalhador e a universalização do serviço público de qualidade para todos os brasileiros. Somente assim construiremos um País com justiça e igualdade social. Viva os trabalhadores do Brasil!

Acesse a nota publicada no jornal O Povo no link abaixo:

http://digital.opovo.com.br/reader2/Default.aspx?pID=13&eID=3170&lP=23&rP=0&lT=page

 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br