Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

04/10/2011

SAAE de Sobral: Acordos coletivos também são descumpridos

A falta de compromisso com o trabalhador não tem limites para a direção do SAAE de Sobral. Além de desobedecer a Justiça do Trabalho, onerando os cofres públicos com multas altíssimas, o SAAE vem sucessivamente descumprindo os últimos acordos coletivos firmados durante as campanhas salariais da categoria. Exemplos não faltam.
No ACT 2010/2011, o SAAE assumiu o compromisso de implantar o Plano de Cargos de Carreiras. Nada foi feito depois de mais de um ano. A autarquia também descumpriu a cláusula relativa ao seguro de vida. O valor do benefício era de 30 mil reais. No entanto, dois funcionários faleceram no ano passado e o valor do seguro pago foi de apenas 10 mil reais (1/3 do valor devido). O fato demonstra que a direção do SAAE de Sobral não respeita nem ao menos a família dos trabalhadores.
O descaso se repetiu no Acordo Coletivo atual (2011/2012). O projeto de lei (1360/2011) que garante o cumprimento das cláusulas do acordo sofreu alterações em relação ao que foi acertado com a categoria. Houve redução nos reajustes dos itens vale-alimentação, auxílio-despesas escolares, o bônus do 13º vale-alimentação, dentre outros, sem haver qualquer aviso.
“Fica difícil a direção do Sindiagua manter a confiança nessa direção do SAAE. Praticamente todos os acordos feitos são descumpridos. Tudo fica só na promessa. A direção não tem compromisso nem com os trabalhadores nem com o saneamento da cidade”, criticou Carlos Sá, membro da direção do Sindiagua.
Segundo Jadson Sarto, presidente do Sindiagua, o descaso do SAAE não prejudica apenas a categoria, mas toda a população de Sobral que sofre com as dificuldades de atendimento no serviço de água e esgoto.
Audiência pública debate saneamento em Sobral
No dia 6 de setembro, foi realizada uma audiência pública na Câmara Municipal de Sobral, que debateu a falta de água na cidade. O Sindiagua esteve presente, representado pelo secretário de comunicação Carlos Sá.
Durante a audiência, foram várias as críticas feitas à gestão do SAAE. O bairro Renato Parente é um dos que mais enfrenta dificuldades. Lá, a falta de água é constante e vem prejudicando mais de mil famílias que acumulam água em baldes e vasilhas, aumentando o risco de dengue. Muitas recorrem ao uso de carros-pipa, que não chega diariamente. O assunto foi tema de reportagem na TV Verdes Mares recentemente.
Um dos vereadores presentes, José Vytal, chegou a contestar as explicações dadas pelo diretor-presidente do SAAE, que também participou do evento. Segundo o vereador, o diretor da autarquia fugiu de todas as perguntas feitas. Também participaram da audiência o inspetor do CREA-Sobral, arquiteto Josimar Rodrigues, e o advogado Nacélio Ponte, representando os moradores do bairro Renato Parente.
A direção do Sindiagua está vigilante e cobra mudança de postura do SAAE, sob o risco de ajuizamento de novas ações.

 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br