Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

20/06/2012

Campanha salarial: Acordo Coletivo 2012/2013 é homologado

O texto do Acordo Coletivo 2012/2013, fruto da campanha salarial deste ano dos trabalhadores da Cagece, foi homologado junto ao SRTE na última sexta (15/06). Após a assembleia geral realizada no dia 31 de maio, o sindicato recebeu da Cagece a minuta do documento que foi revista pela diretoria e a assessoria jurídica da entidade. No dia 12/06, uma reunião entre a direção do Sindiagua e da Cagece serviu para concluir a revisão do acordo.
“Foi uma campanha salarial difícil, pois a Cagece criou impasses durante as negociações. Mesmo assim, conseguimos superar o bloqueio da empresa e conquistamos importantes melhorias. O acordo coletivo apresentou avanços que serão fundamentais para os trabalhadores”, avalia Jadson Sarto, presidente do Sindiagua.
No novo ACT, todos os percentuais de reajuste foram acima da inflação, entre eles o do reajuste salarial, com aumento de 6% (INPC + 1,12%), e os do vale-alimentação e auxílio creche, com aumento de 7,14% e 12% respectivamente. Houve um avanço também na cláusula relativa à aposentadoria por invalidez. Atualmente, os trabalhadores que se aposentam por invalidez têm direito ao plano de saúde por 30 meses. Pelo novo acordo, o direito ao benefício passará para 36 meses, após a aposentadoria.
O ACT 2012/2013 conta com uma cláusula nova, que trata da titulação. O objetivo do benefício é incentivar os trabalhadores a buscarem uma melhor qualificação, tanto os de nível médio quanto os de nível superior. ‘‘É mais uma vitória da categoria. Num primeiro momento, a Cagece propôs o benefício apenas para cursos de pós-graduação, mas insistimos e conseguimos incluir também a graduação para atender aos trabalhadores que hoje possuem o ensino médio’, avalia Jadson Sarto.
Outro ponto que merece destaque na campanha salarial foi a manutenção de conquistas recentes, como o reembolso de medicamentos, o auxílio-creche para filhos com até 10 anos, o pagamento de até 110% da PLR e o plano de saúde - que hoje é garantido a custo zero para cerca de 70% dos trabalhadores, incluindo seus dependentes. ‘‘Durante as negociações, houve uma pressão da Cagece para modificar o plano de saúde e nós não aceitamos. Hoje, a gratuidade do plano de saúde pode ser considerada um salário indireto. Em alguns casos, a economia que o trabalhador tem com o plano, chega a 50% da sua remuneração’’, lembra Jadson Sarto.
O Sindiagua publicará em breve uma cartilha com a redação do ACT 2012/2013.

 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br