Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

04/12/2012

Falta de água em Fortaleza: Sindiagua sai em defesa da população e dos trabalhadores

Diante da crise de desabastecimento de água enfrentada por vários bairros de Fortaleza e da Região Metropolitana, a direção do Sindiagua lançou, no mês de novembro, duas notas públicas de repúdio ao Governo do Estado que foram divulgadas na imprensa local.
Nos dois documentos, o Sindiagua denuncia o descaso do Governo com o saneamento público. “O que existe é uma rede de abastecimento ultrapassada e ineficaz que, por descaso deste governo estadual, não foi expandida a tempo. O problema da falta d'água em Fortaleza existe há vários anos mas nunca foi tratado com prioridade pelo Governo do Estado, o que agravou a crise do desabastecimento na cidade. As obras estruturais que podem resolver definitivamente o problema na cidade acontecem tardiamente e lentamente”, alertou o sindicato em uma das notas.
PLANO DE CONTIGÊNCIA - Nas notas, o Sindiagua cobra a aprovação do requerimento, de autoria da deputada estadual Eliane Novais, que pede à Secretaria das Cidades e à Cagece a apresentação de um plano de contingência que possa minimizar emergencialmente o problema do abastecimento d'água. A deputada, que tem utilizado a tribuna da Assembléia Legislativa com freqüência para cobrar atitudes firmes do Governo do Estado, defende que a Cagece adote medidas urgentes até que as obras de reforço do sistema sejam concluídas. ‘‘A Cagece pôs em risco a vida dos fortalezenses, tendo em vista que se trata de um serviço essencial. A população não pode mais esperar até que obras que estão atrasadas sejam concluídas’’, alerta a deputada.
MAIS COBRANÇA - O Sindiagua cobrou ainda a redução das tarifas cobradas pela Cagece nas áreas que sofrem com deficiência de água; a realização imediata do concurso público (com valorização de quem já tem experiência em saneamento) para melhorar a qualidade do atendimento da empresa à população; a apuração das denúncias de fraudes em contratos entre a Cagece a empresa Allsan Engenharia e a aprovação do pedido de CPI solicitado na Assembléia Legislativa.
O Sindiagua também condenou as declarações públicas do Governador Cid Gomes que, ao falar sobre o desabastecimento, pediu desculpas e paciência à população. “Pedir paciência a milhares de pessoas até então invisíveis para o governo estadual e tentar confundir a sociedade com informações falsas é um desrespeito a quem diariamente já tem tido violado o direito básico de acesso à água”, ressaltou o sindicato.

Confira clicando nos links abaixo as duas notas públicas lançadas pelo Sindiagua

NOTA 1


NOTA 2
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br