Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

26/04/2013

Movimentos sindicais apóiam luta do Sindiagua contra privatização

Diversos sindicatos participaram do ato de protesto do SIndiagua contra o projeto de lei do Governo do Estado que alterou dispositivos da lei de criação da Cagece. O projeto possui artigos que abrem brecha para uma futura privatização da companhia, ao permitir que a Cagece possa se coligar ou se associar com empresas privadas.
No dia da votação (23/04), a direção do Sindiagua tentou de todas as formas retirar o projeto de pauta, na Assembleia Legislativa . Antes, no dia anterior, uma carta pública (divulgada na imprensa) foi entregue nos gabinetes dos deputados estaduais, através da qual o sindicato solicitava a realização de uma audiência pública para discutir o projeto com os trabalhadores da Cagece e com a sociedade. Ofícios também foram enviados ao líder do Governo e ao Presidente da Assembleia Legislativa.
O coordenador geral do SIndiagua chegou a conversar, pouco antes da votação, com deputados presentes e solicitou apoio aos trabalhadores. Mesmo assim a matéria foi votada sem qualquer debate, ignorando o requerimento de audiência pública protocolado na semana passada pelo Sindiagua e a deputada Eliane Novais.
Representantes de outras entidades de classe, entre eles Sindicam, Sinderpetro, Sintravel, Sindihumor, Sintaf e do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec) foram à Assembleia Legislativa apoiar a mobilização e o protesto organizado pelo Sindiagua, com faixas e apitaços.

Cagece comemora e tenta iludir trabalhadores
No dia posterior à votação do projeto de lei do Governo Cid Gomes, a Cagece distribuiu um comunicado aos trabalhadores comemorando a aprovação da medida. No texto do comunicado, a direção da Cagece afirma que a nova lei é uma grande conquista da companhia. Afirma ainda que a Cagece poderá atuar em outros estados e fora do Brasil  e em toda a cadeia produtiva do saneamento (água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos), além de explorar atividades de geração de energia.
A direção do Sindiagua volta a afirmar que não é contrária à ampliação da atuação da Cagece (se for viável financeiramente para a Companhia e benéfica aos trabalhadores), mas lembra que a sociedade e a categoria não têm o que comemorar com a nova lei, porque o Governo do Estado deixou aberto um caminho vasto para a privatização. A Cagece, em sua nota aos trabalhadores, não explicou de que forma será feita a expansão da empresa. Omitiu que a companhia vai associar-se, coligar-se ou consorciar-se a empresas privadas e que, pelo texto do projeto aprovado, isso valerá para o serviço de água e esgoto - justamente o ponto que o Sindiagua reprova.
Ficam as perguntas no ar: Com um quadro funcional totalmente defasado e um concurso público muito aquém da real necessidade da empresa, com que trabalhadores a Cagece vai promover a expansão da sua atuação territorial e econômica? Quem irá para outros estados ou países, quando aqui mesmo, no Ceará, a falta d'água e o sucateamento da empresa exige uma mão de obra permanente? Como expandir a atuação da Companhia, se o que vemos nos últimos 11 anos foi uma redução do número de funcionários próprios? A resposta do Governo do Estado a essas perguntas pode estar em um lugar: a iniciativa privada. Na verdade, o que vai acontecer é o inverso: o setor privado vai se expandir para dentro da Cagece.
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br