Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

13/01/2014

Nota pública: Rompimento da adutora de Itapipoca revela incompetência do Governo do Estado

A direção do Sindiagua publicou na imprensa local uma nota sobre o episódio de rompimento da adutora de Itapipoca. Confira o conteúdo na íntegra:

ROMPIMENTO DA ADUTORA DE ITAPIPOCA REVELA INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO DO ESTADO
Sobre o recente episódio do rompimento da adutora recém-construída pelo Governo do Estado para fornecer o abastecimento de água no município de Itapipoca, a direção do Sindiagua vem a público apresentar as seguintes considerações:
1.    Os trabalhadores e técnicos da Cagece e da Cogerh não foram responsáveis pela execução e fiscalização desta obra. As companhias só foram chamadas pelo Governo do Estado para intervir após o rompimento dos diversos trechos da adutora. Os trabalhadores da Cagece e Cogerh – que estão, neste momento, dedicando sua experiência e conhecimento técnico para realizar reparos de emergência na adutora e levar água à população de Itapipoca - não podem, portanto, ser responsabilizados pelas falhas grosseiras na construção e fiscalização da obra.
2.    A atitude populista e autopromocional do Governador do Estado de mergulhar em uma caixa de descarga da adutora não remedia muito menos esconde as graves falhas do Governo do Estado na execução desta obra. O episódio lamentável revela incompetência do Governo na execução desta obra que é de suma importância para a garantia de direitos básicos da população.
3.    Ao fornecer à população de Itapipoca um crédito de R$ 200 reais nas contas da Cagece (em ano eleitoral), como fica a situação dos moradores de outros municípios (inclusive de vários bairros da Fortaleza) que sofrem prejuízos constantes de desabastecimento de água provocados pelas falhas do Governo? Eles também não teriam o direito a essa concessão?
4.    O rompimento da adutora é apenas mais um episódio que reflete a ineficiência e a falta de planejamento do Governo do Estado com relação ao saneamento e às políticas de convivência com o semiárido. Investimentos altíssimos têm sido feitos em publicidade, porém, não foi realizada nenhuma campanha educativa nos meios de comunicação e nem um plano de contingência que orientasse a população a usar de forma consciente a água ao longo destes dois anos de uma das piores secas da nossa história. Enquanto falta água para o consumo humano e há municípios que estão sem receber o socorro de carros-pipa, o Governo do Estado entrega a empresas privadas o serviço de fornecimento de água às indústrias do Complexo Portuário do Pecém.
5.    O Governo do Estado deve explicações à sociedade cearense, respondendo, por exemplo:
•    Por que optou por terceirizar o trabalho de fiscalização da adutora (menosprezando a experiência dos técnicos da Cagece ou Cogerh)?
•    Quais outras obras foram feitas pelas empresas que construíram a adutora de Itapipoca e como se deu o trabalho de fiscalização das mesmas?
•    Que medidas serão tomadas para punir os responsáveis pelas falhas na fiscalização da obra? Esperamos que o Ministério Público e demais órgãos competentes adotem medidas necessárias e urgentes.
•    Quais foram os critérios adotados para o pagamento das empresas que executaram a obra (tendo em vista que antes de se efetuar qualquer pagamento são necessários testes na tubulação da adutora)?
•    Como serão repostos os recursos da Cagece e Cogerh (destinados ao saneamento público e acesso à água) que foram gastos para solucionar as falhas técnicas da adutora?
A direção do Sindiagua repudia a forma como o Governo do Estado tem tratado o acesso à água e ao esgotamento sanitário e cobra políticas concretas que acelerem a universalização do saneamento básico em nosso Estado.

Jadson Sarto
Coordenador Geral do Sindiagua
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br