Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

16/07/2015

Sindiagua participa de audiência pública sobre situação hídrica do Estado

O presidente do Sindiagua, Jadson Sarto, participou de uma audiência pública sobre A crise hídrica e seus efeitos no Ceará, realizada nesta quarta (15/07) na Assembleia Legislativa do Ceará. Durante a audiência, que contou com a participação de diversos órgãos públicos federais e estaduais, além de entidades do setor produtivo agropecuário, Jadson criticou o atraso do Governo em promover a campanha de uso consciente da água. “Esperaram chegar ao quarto ano de seca. A campanha do Governo veio com muito atraso e de uma forma muito tímida, com pouco alcance. Ela não tem sensibilizado a sociedade e não envolve nem a Cagece e nem a Cogerh, que são os órgãos responsáveis pela gestão dos recursos hídricos e abastecimento”. Jadson lembrou que o Sindicato tem promovido uma campanha contra o desperdício há mais de um ano e destacou a necessidade de o Governo adotar medidas enérgicas para reduzir o consumo de água no setor industrial e no agronegócio.
O presidente do Sindiagua cobrou ainda mais recursos para o saneamento, mais valorização dos trabalhadores e a convocação dos aprovados que estão no cadastro de reserva dos concursos públicos da Cagece e da Cogerh. “Se a seca é uma prioridade, não podemos aceitar que a Cagece e a Cogerh sofram nesse momento com corte de gastos, corte de horas-extras, de quilometragens e diárias, demissões e falta de recursos. Há mais de 400 aprovados no cadastro de reserva esperando serem chamados. São pessoas que podem fortalecer a atuação das companhias, especialmente nesse momento de seca, quando a população mais precisa do Estado”, reforçou.
Alcides Duarte, presidente do Comitê Cearense de Bacias Hidrográficas e dirigente do Sindiagua, também participou da audiência e defendeu o fortalecimento da campanha de uso consciente da água, além de outras medidas, como a aquisição de dessalinizadores e a instalação de barragens subterrâneas. Para ele, a dessalinização da água do mar deveria ser estudada como uma possível alternativa para abastecer o Complexo Industrial e Portuário do Pecém.
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br