Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

16/02/2017

Cagece começa o ano causando incertezas nos trabalhadores

Na primeira MENP do ano, realizada no dia 10/02, a postura da Cagece com os trabalhadores foi a mesma das reuniões dos anos anteriores. Ao invés de respostas efetivas às demandas dos trabalhadores, a empresa apresentou impasses e lentidão, inclusive em reivindicações que se arrastam há muito tempo. ‘‘O papel de uma gestão pública num cenário de dificuldades do País é buscar oferecer segurança para seu corpo funcional trabalhar com tranquilidade. Infelizmente com a Cagece não tem sido assim. A empresa age de forma à causar mais incertezas na categoria. Porém, quando é para atender necessidades da direção, rapidamente ela faz assembleias com acionistas para alterar a estrutura da empresa e criar mais cargos’’, critica Jadson Sarto, presidente do SIndiagua .
‘‘A reunião é da Mesa de Negociação Permanente, mas a demora em apresentar respostas à categoria não pode ser permanente. O que vemos é uma postura de indefinição. Muitas questões que são urgentes não se resolvem. Não se apresenta a proposta do novo PRSP ao Sindicato. Há uma demora na definição do pagamento da PR, mesmo com todo o histórico do ano passado e sabendo que é uma questão que causa grande ansiedade na categoria. O pagamento das horas-extras, que já  é uma causa julgada e transitada, ainda não aconteceu... só para citar alguns exemplos’’, ressalta Jadson Sarto, presidente do Sindiagua.
 A direção do Sindiagua cobra agilidade e respeito aos trabalhadores(as) e espera que a postura seja diferente nas próximas reuniões. Confira abaixo e na página seguinte um resumo do que foi debatido na MENP.

CONFIRA UM RESUMO DA MENP
  • PR – A direção do Sindiagua questionou porque a Cagece não vai antecipar o pagamento da PR, como já foi feito em anos anteriroes e conforme solicitado pela entidade por meio de ofício. A Comissão informou que está aguardando a Auditoria Externa concluir a validação dos dados do balanço da Cagece, para que se feche definitivamente o resultado da margem EBTIDA. O Sindicato perguntou se está confirmado o pagamento da PR. A empresa afirmou que os números provisórios apontam que a Margem Ebtida foi de 22,34% (cerca 5% acima da meta) o que gera uma PR de 90,38%. Porém, lembrou que o fechamento dos dados contábeis para a apuração do indicador depende da conclusão dos trabalhos da auditoria externa prevista para o final de março. Segundo a Comissão, tão logo a Cagece tenha os números finais, enviará as informações necessárias em cumprimento ao ACT 2016/2017.
  • PRSP - O Sindiagua questionou se já há data prevista para implantação do PRSP e cobrou acesso às regras do Plano. A comissão da Cagece informou que foi feito estudo e o universo de pessoas que estão aptas a serem beneficiadas com o PRSP pode chegar a 465 funcionários. O Plano deverá ser apresentado em REDIR na próxima semana e, após isso, haverá uma reunião com o Sindicato. Foi solicitado que, antes de se divulgar para a categoria, as regras do Plano sejam apresentadas ao sindicato, para conhecimento, análise e possíveis sugestões.
  • Processo de Horas Extras (Justiça) - O Sindiagua cobrou mais uma vez o pagamento das horas-extra, uma vez que o processo já se encontra julgado. O Sindicato vai protocolar ofício formalizando a nova cobrança e detalhando a necessidade de urgência.
  • Estudo das Diárias - A Comissão da Cagece informou, após nova cobrança do Sindiagua, que o estudo para alteração dos valores das diárias já foi elaborado e está sendo revisado pela GEFIN. Informou ainda que a SEPLAG também está elaborando um estudo semelhante. Até a próxima reunião da MENP deverá ser finalizado o estudo, para posterior apresentação ao Sindiagua.
  • Reformulação do Estatuto da Cagece – Foi questionado quais são as alterações previstas no Estatuto da Companhia e qual o objetivo da revisão. Comissão informou que o boletim da empresa “Dia a dia” encaminhado aos empregados apresenta todos os esclarecimentos da alteração, comunicando a revisão da estrutura organizacional, com o desmembramento da Diretoria de Mercado e a criação da nova Diretoria das Uns do interior, bem como as alterações das atribuições das Diretorias.
  • Concurso Público / Cadastro de reserva – Mais uma vez foi questionado se a Cagece dará continuidade à convocação dos concursados do cadastro de reserva. O Sindicato lembrou do prazo do concurso e perguntou ainda se, por ocasião da adesão ao PRSP, haverá novos convocados. A Comissão da Cagece informou que, na última convocação, foram chamadas sete pessoas e apenas três compareceram. Portanto, será realizado um novo chamado para estas quatro vagas não preenchidas. Comissão informa que não existe uma definição para novas convocações por ocasião do PRSP. O Sindiagua alertou sobre a necessidade de promover as convocações dentro do prazo de validade do concurso.
  • Segurança no Trabalho – Acidente ocorrido na ETA Gavião – O Sindicato solicitou informações sobre o acidente ocorrido na ETA Gavião no final de 2016, quando um trabalhador caiu dentro do reservatório de água. O Engenheiro de Segurança do Trabalho, Karlo Eugenio, fez um relato sobre o acidente informou que o estado de saúde do empregado é bom e o mesmo deverá retornar ao trabalho no próximo dia 18/02. A direção do Sindiagua alertou que a via de acesso à ETA encontra-se bastante danificada, colocando em risco os trabalhadores, e cobrou sua recuperação e uma intensificação das ações preventivas em todas as áreas operacionais da Cagece para evitar acidentes de trabalho.
  • Convênio Cagece – SAAEs de Itapipoca e Russas – Foi solicitado detalhes do contrato de programa e do convênio que será celebrado com o SAAE para análise e discussão com os trabalhadores. A Comissão informou que a Cagece está analisando a minuta de convênio que foi encaminhada pelo SAAE e após esta análise disponibilizará ao Sindicato.
  • Jornada de Trabalho 12x36 - A Cagece solicitou que o Sindiagua envie a contraproposta da jornada de trabalho. O Sindicato vai marcar uma reunião com os trabalhadores para que a Cagece apresente a proposta da empresa. Após avaliação dos trabalhadores, será construída uma possível contraproposta.
  • Contribuição Sindical dos trabalhadores - O Sindiagua solicitou que a contribuição dos engenheiros e demais profissionais com entidades classistas seja repassada ao Sindiagua, conforme conversa realizada com o Presidente da Cagece, Neurisangelo Freitas.
  • Seleção Interna – A direção do Sindicato cobrou informações sobre processo de seleção interna e relatou o caso de um empregado que passou na seleção e não foi liberado a assumir a vaga. A Comissão da Cagece informou que a norma de seleção interna está sendo revista. Foi pedido ao Sindiagua o envio formal do detalhamento do caso relatado para que seja analisado.
  • Gratificação de Motorista – Foi informado à Cagece casos de reclamações de que o pagamento da gratificação de motorista não está sendo feito de acordo com o ACT. A Comissão vai analisar o assunto junto à GESCO TRA.
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br