Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Voltar Página inicial

 Notícias

07/03/2017

Governo do Estado afirma que não vai privatizar a Cagece

Em, reunião com a direção do Sindiagua, o secretário-chefe do Gabinete do Governador Camilo Santana, Élcio Batista, afirmou que o Governo do Estado não irá privatizar a Cagece e nem a Cogerh. Élcio garantiu que a palavra dele era também a do Governador. A reunião com o Gabinete do Governo do Estado, no dia 21/02, havia sido solicitada pelo Sindicato para cobrar esclarecimentos sobre notícias veiculadas na imprensa que sugeriam uma possível privatização da Cagece.
Durante a reunião, o presidente do Sindicato, Jadson Sarto, cobrou um posicionamento sobre a declaração do Secretário de Planejamento Maia Júnior ao jornal O Povo publicada no dia 23/01. Em entrevista, Maia afirmou que se vendesse a Cagece seria por “um preço vil’’, pois hoje a Companhia estaria desestruturada sendo, portanto, necessário “arrumar” a empresa para recuperar seu valor. O Chefe de Gabinete do Governador afirmou que se trata de um posicionamento pessoal que não reflete o pensamento do Governador Camilo Santana.
Perguntado se o que aconteceu no Rio de Janeiro (onde a Assembleia Legislativa aprovou projeto que autoriza a privatização da Cedae) pode ocorrer no Ceará, o secretário informou que são situações diferentes. Segundo ele, o Ceará não possui uma dívida com a União a ponto de se adotar medida semelhante a do governo carioca.
Questionado se o Governo do Estado faria alguma PPPs no setor de saneamento, Élcio esclareceu que hoje existem estudos de possíveis Parcerias Público-Privadas para construção de um sistema de dessalinização da água do mar e de um sistema de reuso de água do esgoto, projetos que pretendem amenizar a crise hídrica. Segundo ele, ainda não há nada definido, mas, caso os projetos sejam implantados, a gestão dos dois equipamentos teria a participação da Cagece. De acordo com o Secretário, o alto custo do valor da água proveniente destes dois projetos seria um entrave para implantação.
Ao final da reunião, foi apresentado ao chefe de gabinete o termo de compromisso assinado pelo Prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, durante as eleições de 2016, através do qual ele se posiciona contrário a qualquer tipo de privatização do sistema de água e esgoto. A direção do Sindiagua lembrou ao secretário que vai cobrar o cumprimento da palavra do Governador de que não irá vender a Cagece e reforçou posição contrária a todas as formas de privatização. “Vamos continuar atentos a cada movimento do Governo do Estado e ao cenário nacional. É importante que os trabalhadores se mantenham alertas para o caso de o Governo descumprir sua palavra e aderir à política privatista do Governo Federal”, reforça Jadson Sarto. Além do  presidente Jadson, participaram da reunião os diretores do Sindiagua Paulo Pequeno e Antonio Oliveira.

Para refletir...
A declaração do secretário estadual de Planejamento, Maia Júnior, de que a Cagece está desestruturada, é uma grave acusação às gestões passadas. Mas é importante lembrar que o atual Governador do Estado foi secretário das Cidades no governo anterior. O que ele tem a dizer sobre isso? E o que tem a dizer a atual direção da Cagece (que tem participado do comando da empresa há alguns anos) e o ex-presidente da Companhia, que até bem pouco tempo ocupava a Secretaria de Infraestrutura do Governo?
 

Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Versão para impressão Página inicial Voltar


Sindiagua - Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará
Rua Solón Pinheiro, 745, Centro • Fortaleza/CE • CEP 60.050-040  |  Fone: (85) 3254-4097
www.igenio.com.br