Adicional noturno: Justiça do Trabalho reconhece direito da categoria!

14

Desde novembro de 2013 a Cagece vem, por determinação da Justiça do Trabalho, pagando o percentual de 120% relativo ao adicional noturno dos trabalhadores da ETA-Gavião e dos operadores das elevatórias de água da empresa. A decisão da Justiça do Trabalho foi fruto de uma ação trabalhista do Sindiagua.
Em 2009, a Cagece havia, de forma arbitrária, reduzido o percentual do benefício para apenas 20%. Apesar de a Companhia ter alegado a legalidade da redução, a Justiça do Trabalho afirmou que o percentual de 120% do valor das horas trabalhadas no período noturno foi definido pela empresa há 10 anos, sendo, portanto um direito adquirido. “A luta do Sindiagua e da categoria foi vitoriosa! Recuperamos um direito que foi violado pela empresa”, ressalta Jadson Sarto, coordenador geral do Sindiagua.
Durante a última reunião da MENP, realizada no dia 23/01, a direção do Sindiagua questionou sobre o pagamento dos valores retroativos ao período em que a Cagece aplicou a redução do benefício. A empresa afirmou que estava sendo feito um levantamento dos cálculos e que posteriormente efetuaria o pagamento.
A Companhia informou ainda que, até ser concluída uma adaptação no sistema de informática, o pagamento do benefício seria feito da seguinte forma: 20% no dia 30 de cada mês e 100% no dia 15 do mês seguinte. O Sindiagua lamenta que os trabalhadores sejam prejudicados por falta de um sistema de informática mais avançado.