Concurso público: Cagece não garante que promessa do Governador será cumprida. Deputada Eliane Novais e direção do Sindiagua cobram compromisso assumido

12

Durante a audiência pública do Dia da Água, realizada no dia 24/03, na Assembleia Legislativa, o coordenador geral do Sindiagua, Jadson Sarto, e um grupo de pessoas que estão no cadastro de reserva do concurso da Cagece questionaram a Companhia sobre a convocação dos aprovados. Até o momento a Cagece convocou apenas 315 pessoas e mais de 600 se encontram no cadastro de reserva.
A Companhia não deu garantias de que o Governo do Estado irá cumprir a promessa de igualar a proporção de terceirizados e trabalhadores de carreira na empresa e vinculou a convocação de novos aprovados à saída de empregados por aposentadoria. Atualmente, para cada cageciano existe cerca de 3 empregados terceirizados na Companhia. “Proporcionalmente, hoje a Cagece é a empresa de saneamento com o menor número de empregados de carreira do Brasil. É preciso mudar essa realidade, para o bem da Cagece e do serviço de saneamento em nosso Estado”, ressaltou Jadson Sarto.
O Sindiagua lembra que com o término do contrato com a Hidrosystem, a Cagece poderia convocar os aprovados do cadastro de reserva para dar viabilidade técnica à gestão da UN-MTN. ‘‘O retorno dessa unidade para as mãos da Cagece é uma luta do Sindiagua intensificada desde 2009. Porém, a necessidade de novos quadros é urgente, tendo em vista que a Companhia não teve o cuidado de fazer um contrato que prevesse um prazo para que o repasse do serviço executado pela Hydrosystem fosse feito de forma planejada’’, critica Jadson. A direção do Sindiagua estuda tomar medidas judiciais para garantir a convocação dos aprovados. No último dia 27/03, a deputada estadual Eliane Novais fez um pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa cobrando também do Governador a convocação.