Ameaça de privatização em Maracanaú ainda existe. Sindiagua está atento.

41

A diretoria do Sindiagua, por meio de sua assessoria jurídica, solicitou à Assembléia Legislativa e ao Governo do Estado uma intervenção para barrar de vez a transferência da gestão do serviço de abastecimento de água de Maracanaú para a empresa “Águas de Maracanaú”, pertencente ao grupo econômico Marquise. A ameaça de privatização vem desde  2004, quando a gestão municipal – na época comandada por um prefeito tucano – deu início a uma licitação para contratar a empresa que tomaria de conta do fornecimento de água da cidade. O processo licitatório foi denunciado na época pelo Sindicato e atualmente se encontra parado por questões judiciais que tratam da cobrança de indenização que a “Águas de Maracanaú” deve à Cagece para prestar o serviço.
Infelizmente, para nossa surpresa, a atual gestão municipal não parece interessada em impedir o andamento da licitação. Assim,  a diretoria do Sindiagua está atenta e vai lutar até o fim para que a água, bem público vital para a vida humana, não seja entregue a grupos econômicos.