Cagece confirma licitação para terceirizar fiscalização de obras. Sindiagua cobra valorização de funcionários de carreira e convocação do cadastro de reserva.

7

Durante a última reunião da MENP, a direção do Sindiagua questionou a veracidade da informação de que a diretoria da Cagece estaria elaborando um edital de licitação para contratar uma nova empresa terceirizada, desta vez com o objetivo de prestar serviço de supervisão e fiscalização de obras de saneamento. A comissão da Cagece confirmou a informação e disse que a licitação está sendo feita através da modalidade técnica e preço e a fase de técnica já está sendo finalizada restando a fase de preço. A direção do Sindicato, juntamente com sua assessoria jurídica, alertou que vai analisar o edital da licitação e, caso constate que a intenção é contratar funcionários para fiscalizar obras, vai tomar as providências cabíveis, tendo em vista que se trata de uma atividade-fim da empresa.
“Não é aceitável que a Cagece entregue os serviços que são de sua responsabilidade direta nas mãos da iniciativa privada. Por isso, nós cobramos mais uma vez, durante a reunião da MENP, projeto de lei para aumentar o número do quadro de vagas de empregados próprios, além da convocação do cadastro de reserva”, criticou Jadson Sarto, presidente do Sindiagua. A comissão da Cagece sugeriu a abertura de um canal de comunicação com as áreas responsáveis pela licitação para esclarecer o Edital.