Campanha salarial: diretoria da Cagece despreza propostas e Sindiagua vai ouvir os(as) trabalhadores(as)

12

Mais uma vez a direção Cagece negou por completo atender as reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras. Na segunda rodada de negociação, realizada no dia 06/06, foram debatidos todos os itens que faltavam da pauta de reivindicações. A única contraproposta apresentada pela Companhia foi um reajuste de apenas 2% para o salário e os vales alimentação e lanche dos trabalhadores.
A reunião foi permeada de momentos de tensão e discussões mais fortes diante da dificuldade imposta pela Companhia em ceder nas demandas da categoria.  Em certo momento da reunião, ficou mais evidente o menosprezo da direção da empresa com a pauta de reivindicações quando a comissão da Cagece, questionada pelo Sindiagua, reconheceu que não foi feito sequer um estudo de impacto financeiro para dimensionar um dos pontos reivindicados. “Tivemos duas rodadas de negociação sem absolutamente nenhum avanço em favor do trabalhador. Alguns pontos de interesse coletivo como PCR, Auxílio-creche, Função dupla, Quilometragem e reajustes salarial e do vale-alimentação, que costumam ter algum tipo de avanço, foram negados. Fica a impressão de que há uma disposição em prejudicar a categoria sem qualquer pudor”, lembra Jadson Sarto, presidente do Sindiagua.
A direção do Sindiagua questiona a lógica perversa da Cagece de apenar os trabalhadores, quando deveria valorizar quem pode ajudar a superar as dificuldades da empresa. ‘‘É uma conduta lamentável para uma diretoria formada em sua maioria por funcionários de carreira. Se persistir com essa postura, ficará a demonstração do não reconhecimento da importância dos trabalhadores pela direção da empresa”, critica Jadson.
A direção do Sindiagua vai agora percorrer os locais de trabalho para ouvir o pensamento da categoria sobre as negociações e definir coletivamente quais prioridades o Sindicato deve buscar em uma nova tentativa de negociação.
As visitas serão feitas nas seguintes datas: 07/06 – Aldeota; 08/06 – Pici; 09/06 – Conjunto Ceará; 12/06 – Sede; 13/06 – José Walter.

CONFIRA ATA DA SEGUNDA RODADA DE NEGOCIAÇÃO

REAJUSTE SALARIAL
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Propõe o reajuste de 2% sobre os salários vigentes em 30.04.2017.

PCR
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Propõe a seguinte redação: “Os Cargos, Funções, Níveis, Faixas e Salários dos empregados são os constantes das respectivas Fichas de Registro de Empregados. Parágrafo Primeiro: A CAGECE realizará reuniões com o SINDIAGUA para alinhamento das informações sobre o novo Plano de Cargos, Carreira e Remuneração – PCCR. Parágrafo Segundo: A Diretoria da CAGECE levará para apreciação do Conselho de Administração a proposta de um novo Plano de Cargos, Carreira e Remuneração – PCCR, que se encontra em estudo. Parágrafo Terceiro: Caso aprovado pelo Conselho de Administração, e após publicação de lei específica, o novo plano será implantado em até 180 dias. Parágrafo Quarto: A CAGECE no prazo de até 90 dias após a homologação do acordo coletivo 2017/2018 divulgará o regramento da política de promoções por mérito em 2017”.

PR
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Manter a cláusula do ACT 2016/2017. Com relação aos indicadores de desempenho e metas a CAGECE irá apresentar resposta a reivindicação em outro momento, após discussão com a diretoria da empresa.

REAJUSTE DAS GRATIFICAÇÕES GESTOR DE NÚCLEO
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento, trata-se de decisão administrativa da CAGECE.

REAJUSTE DAS GRATIFICAÇÕES SUPERVISOR DE CONTROLE DE QUALIDADE
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento, trata-se de decisão administrativa da empresa.

SUBSTITUIÇÃO DE FUNÇÃO GRATIFICADA
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento, existe norma legal que regulamenta (Decreto 31.668/2015).

INSALUBRIDADE
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento. A CAGECE informa que as solicitações de pagamento de insalubridade devem ser abertas via processo administrativo para avaliação da GEPES SEG.

VALE ALIMENTAÇÃO E VALE LANCHE
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Manter a redação da cláusula do ACT 2016/2017 com o reajuste dos valores em 2%. A CAGECE informa que analisará a viabilidade do atendimento em relação a flexibilização do pagamento em “vale refeição” e/ou “vale alimentação”, para aqueles que solicitarem.

JORNADA DE TRABALHO
SINDIAGUA: Levará a proposta apresentada pela CAGECE para discussão com os trabalhadores envolvidos.
CAGECE: Propõe a seguinte redação: “Será permitida a jornada de trabalho 12 x 36, ou seja, doze horas de trabalho por trinta e seis de descanso, nos termos estabelecidos na legislação trabalhista e nas condições dispostas na norma interna da empresa”.

REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento. Serão mantidas as regras internas já adotadas pela empresa.

LICENÇA MATERNIDADE
SINDIAGUA: Apresenta pleito novo de extensão da licença maternidade para 24 (vinte e quatro meses) em caso de filhos nascidos com necessidades especiais.
CAGECE: Por se tratar de pleito novo, a CAGECE analisará e retornará ao SINDIÁGUA.
PLANTÕES
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Cláusula vinculada à jornada de trabalho. Implementar jornada de 12×36.

PROGRAMA DE RECONHECIMENTO POR SERVIÇOS PRESTADOS
SINDIAGUA: MANTEM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento

MENSALIDADE SINDICAL
SINDIAGUA: Manter a cláusula do ACT 2016/2017
CAGECE: Manter a cláusula do ACT 2016/2017

CONSELHO DE CLASSE
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento.

ATENDENTE DE NÚCLEO
SINDIAGUA: MANTEM A PROPOSTA
CAGECE: Não apresenta viabilidade no atendimento, trata-se de decisão administrativa da empresa.

CONTRA PRIVATIZAÇÃO/PPP
SINDIAGUA: MANTÉM A PROPOSTA (afirmando que PPP é uma privatização disfarçada)
CAGECE: A CAGECE informa que não existe qualquer tipo de negociação em torno da privatização da empresa.