CTB-CE e Sindiagua participaram de paralisação no Porto do Pecém

35

Oito categorias de portuários pararam, no último dia 30, suas atividades no Porto do Pecém em protesto aos recentes acidentes ocorridos e ao descaso da Cearaportos para com os trabalhadores.
Cerca de 2 mil e quinhentos trabalhadores  cruzaram os braços em protesto contra o não cumprimento de vários pontos da pauta de reivindicação (entre eles a criação de uma brigada do corpo de bombeiros). Jadson Sarto, presidente da CTB-CE e do Sindiagua participou do protesto e manifestou apoio aos trabalhadores do Pecém. “Somos totalmente contrários à precarização do trabalho e às práticas anti-sindicais que estão sendo praticadas aqui no Porto do Pecém. As condições de trabalho são péssimas, chegando ao cúmulo de não haver banheiro. Os trabalhadores merecem respeito!”, criticou.