Mais uma conquista do Sindiagua e da categoria se aproxima: Cagece garante que está bem encaminhada medida para complementar valor das diárias

17

Em reunião da Menp realizada nesta quinta (27), a direção do Sindiagua cobrou novamente uma solução para efetivar o reajuste das diárias pagas aos trabalhadores(as) que viajam a serviço da Companhia. A empresa vinha alegando dificuldades em atender a demanda, sob a justificativa de que precisava seguir decreto governamental de 2011 e que a regulação de um novo valor dependeria do Governo do Estado. A entidade sugeriu à Cagece observar como a Cogerh tem trabalhado para resolver a mesma pendência.
Agora o problema parece estar perto do fim. Na Menp, os(as) representantes da Cagece garantiram que a questão está bem encaminhada para ser resolvida e que um estudo de mercado com levantamento médio dos custos com alimentação e hospedagem no Ceará e fora do Estado está sendo desenvolvido. A expectativa é de que na próxima reunião do conselho de administração da Companhia a demanda seja debatida.
O Sindiagua protocolou na Cagece um ofício para aplicação de uma complementação ao valor das diárias, enquanto não sai outro decreto do Governo do estado do Ceará, sendo calculado pela atualização do valor pelo INPC. A ideia é antecipar e ajustar o valor das diárias o mais breve possível, enquanto os trâmites para resolver a demanda definitivamente acontecem. A direção do Sindiagua está acompanhando o assunto e informará categoria, assim que possível, qual a proposta de reajuste será apresentada pela empresa para pagamento das diárias.
Confira outros dos principais pontos debatidos pela Menp:
PRSP – Sindiagua reforçou a cobrança por melhorias na proposta de plano. Cagece informou que as reivindicações estão sendo avaliadas pela empresa e assegurou que está trabalhando para implantar o PRSP ainda este ano.
PR – Sindiagua cobrou apresentação da apuração dos indicadores corporativos da Companhia. Segundo a empresa, de acordo com as metas alcançadas até agosto, caso o pagamento da PR fosse feito hoje seria no percentual de 90%. A entidade lembra que a PR é um incentivo e um reconhecimento ao esforço do(a) trabalhador(a) que diariamente se dedica à empresa para atingir e até mesmo superar as metas. “É preciso valorizar quem se esforça todos os dias na empresa.” defende Jadson.
FALTA CAIXA DÁGUA NA CAGECE JOSÉ WALTER – Sindiagua informou que vem recebendo muitas queixas de empregados(as) da unidade José Walter por conta da inexistência de uma caixa d´água em banheiro utilizado pelos colaboradores que realizam atividade de campo. Sem o reservatório, há relatos de falta de água no equipamento. É um risco e um prejuízo à saúde dos trabalhadores(as) que estão em campo, na operação e manutenção do esgoto, além de prejudicar o andamento operacional do trabalho. Cagece informou que está elaborando projeto estrutural e levantamento do custo da obra, etapa que devem ser concluída até 7/11. Após essa etapa será encaminhada a contratação do serviço de implantação da caixa d´água. Sindiagua cobrou urgência, porque é uma questão de saúde.
INSATISFAÇÃO COM TRATAMENTO AOS COLABORADORES NA CAGECE JOSÉ WALTER – Sindiagua informa que alguns trabalhadores(as) da unidade José Walter estão sendo retirados da escala do plantão após participarem de reuniões do Sindicato ou apresentarem atestado médico. Entidade pediu que a prática fosse averiguada, porque os trabalhadores(es) se sentem prejudicados(as), pois estão sendo impedidos de realizar as horas-extras. O Sindicato informou ainda que não se deve fazer julgamentos prévios, mas é preciso avaliar se não se trata de uma retaliação ao empregado que participa de atividade sindical. “Temos que combater qualquer ameaça ou possibilidade de assédio moral. Por isso pedimos que a Cagece avalie a situação com responsabilidade e brevidade”, defende Jadson.