Mesa de Negociação Permanente discute reivindicações da categoria

11

Na última reunião da Mesa de Negociação Permanente (MENP) com a Cagece, realizada no dia 11/08, o Sindiagua cobrou o cumprimento de reivindicações da categoria que se encontram pendentes. Entre os vários assuntos discutidos, destacamos esses:
Segurança – Visando garantir a segurança dos empregados da Cagece Sede, o Sindiagua cobrou da Companhia a presença de seguranças no entorno da Praça do Vaqueiro, local onde muitos trabalhadores estacionam seus carros. A Cagece, no entanto, afirmou que a Praça pertence à Infraero e a Cagece não poderia colocar seguranças numa área federal. O Sindiagua cobrou que a Companhia encontre uma solução junto à Infraero, tendo em vista que é de interesse de ambos promover a segurança de seus empregados.
Plano Odontológico – Diante do fechamento da Associação Klaus Nóbrega, a direção do Sindiagua propôs à Cagece assumir a administração do plano odontológico coletivo, nos mesmos parâmetros do Plano de Saúde ou por consignação em folha. A Comissão ficou de levar para apreciação da Diretoria.
Reembolso de medicamentos – O Sindiágua questionou a necessidade de o trabalhador apresentar laudo médico para a concessão do benefício, já que a receita assinada pelo médico comprova a necessidade do medicamento. A Cagece informou que foi feita a alteração da norma interna modificando o período de reapresentação do laudo de seis meses para um ano.
Vale-transporte – Durante a reunião, a direção da Cagece informou que foi solucionado processos que estavam pendentes relativos a trabalhadores que não recebiam o vale-transporte devidamente.
Pelo Sindiagua, participaram da reunião o presidente da entidade Jadson Sarto e os diretores Antonio Oliveira e Ronaldo Guimarães, além da economista contratada do Dieese, Elizama Paiva.