Moção contra privatização/PPP da água é aprovada em Congresso Estadual da CTB

26

Os trabalhadores e trabalhadoras participantes do II Congresso Estadual da CTB do Ceará aprovaram, neste sábado (24/06), uma moção de repúdio contra a tentativa de privatização, por meio de uma PPP, do serviço de saneamento das regiões metropolitanas do Cariri e de Fortaleza. O encontro ocorreu na sede do Sindicato dos Bancários do Ceará, em Fortaleza.
A moção, apresentada pela direção do Sindiagua, foi aprovada por unanimidade pelos mais de 350 trabalhadores congressistas da Central. O  documento – que será encaminhado ao governador Camilo Santana, à direção da Cagece e do BNDES – traz críticas ao projeto de Parceria Público Privada (PPP) que está sendo gestado pelo Governo do Estado em conjunto com o BNDES, por meio do programa de privatizações do governo Temer.
Segundo o texto, privatizar o saneamento é ir na contramão de uma tendência mundial de reestatização, já que estudos internacionais apontam que em mais de 200 cidades do mundo o poder público tomou de volta o serviço de água e esgoto após as gestões privadas terem provocados enormes prejuízos à sociedade, como aumento de tarifa e queda na qualidade do serviço.
“A moção pede que o governador Camilo Santana retire o Ceará do programa de privatizações do governo Temer, a exemplo do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Permitir uma privatização disfarçada de PPP é transformar a água, que é um direito, em mercadoria. As experiências do mundo comprovam que é inconcebível deixar o saneamento nas mãos da iniciativa privada, porque quando isso acontece o lucro passa a ficar acima do interesse coletivo”, alerta Jadson Sarto, presidente do Sindiagua.
O congresso da CTB elegeu sua nova diretoria que tem Luciano Simplício como presidente reeleito. Seis integrantes do Sindiagua fazem parte da nova direção. Jadson Sarto e Lula Morais são os representantes do Sindiagua na diretoria executiva da Central.  Paulo Pequeno, Goreti Araújo, Cláudio Saraiva e Ednaldo Dantas compôem a diretoria plena.