Sindiagua apresenta à Cogerh pontos da proposta de Acordo que foram recusados pelos trabalhadores e cobra celeridade

57

Na última quarta-feira (02/09), foi realizada mais uma reunião de negociação da campanha salarial envolvendo as direções do Sindiagua e da Cogerh. A reunião foi agendada a pedido do Sindicato e da categoria que, em assembleia geral, rejeitou parte da proposta de Acordo Coletivo apresentada pela Companhia.
O presidente da Cogerh, por motivos de saúde, teve que ir a uma consulta médica e não participou da reunião. Diante disso, o presidente do Sindiagua, Jadson Sarto, expôs pontos da proposta apresentada pela empresa que não foram aceitos pela categoria e reforçou a necessidade de haver mais avanços na negociação. A direção da Cogerh ficou de levar as reivindicações ao presidente da Companhia para serem analisadas. Uma nova reunião, desta vez com a presença do presidente da Cogerh, será agendada. PCCs e Participação nos Resultados (PR) são alguns pontos que a categoria entende que precisam ser rediscutidos.
Esta foi a quarta rodada de negociação da campanha salarial. Poucos dias antes, a direção da Cogerh havia solicitado que apenas dois representantes de cada entidade de classe (Sindiagua e Associação) participassem da reunião com a presidência da empresa. O presidente do Sindicato concordou com o pedido mas lembrou – em contato telefônico com a Cogerh – que não poderia falar pela Associação dos Empregados e que a mesma deveria ser comunicada pela empresa. Durante a reunião, Jadson questionou à direção da Cogerh se, para a Companhia, haveria algum empecilho em os representantes da Associação continuarem participando das negociações da campanha salarial. A Cogerh reiterou que não há qualquer impedimento.
Além do presidente do Sindiagua, Jadson, estiveram presentes os empregados da Cogerh Virgílio César e Henrique Rolim (diretor e delegado sindical respectiviamente), e a economista contratada do DIEESE, Elizama Paiva. Confira neste informativo a ata da reunião.