Sindiagua participa de debate sobre a “deforma” da previdência realizado na Assembleia Legislativa

5

No último dia 26, foi realizado na Assembleia Legislativa do Ceará um seminário que debateu os impactos negativos da reforma da previdência do Governo Bolsonaro sobre a classe trabalhadora. O evento foi realizado pela direção do PSB-CE, em parceria com movimentos sindicais e sociais, entre eles a CTB e a SSB. O ex-deputado federal e presidente do PSB-CE, Odorico Monteiro, coordenou a mesa do seminário que teve como palestrante principal o deputado federal João Campos (PSB-PE), filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos. Em sua fala, Campos apontou mais de vinte inconstitucionalidades na proposta de Bolsonaro e defendeu a necessidade de ouvir o pensamento do povo: “temos que colocar a população no centro desse debate”.
A direção do Sindiagua marcou presença no evento e o presidente da entidade, Jadson Sarto, participou da mesa de debates, apresentando a posição contrária do Sindicato à reforma. Jadson aproveitou para pedir ao parlamentar pernambucano e às lideranças políticas e sindicais presentes apoio na luta contra a privatização/PPP da água, capitaneada pelo Governo Federal e que no Congresso Nacional tem o (“coronel”) senador Tasso Jereissati como um dos maiores defensores. O tucano é relator da MP 868 da privatização. O deputado João Campos garantiu que se posicionará contrário à MP 868.