Trabalhadores podem ingressar com ação para correção do FGTS

16

A direção do Sindiagua está disponibilizando sua assessoria jurídica para representar e defender os associados que quiserem ajuizar na justiça ação para reivindicar a revisão dos saldos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que, segundo apuração das centrais sindicais, sofreu perdas de até 88,3%, desde 1999. As perdas ocorreram devido à correção errada da Taxa de Referencial (TR), que é aplicada sobre os saldos depositados no Fundo.
A partir de uma ação a ser movida pelo sindicato, a entidade vai pedir o recálculo retroativo da TR para repor as perdas na correção do FGTS desde 1999, ano em que a taxa começou a ser reduzida. Podem ser contemplados na ação todos os trabalhadores que tiveram e/ou tenham algum saldo em seu FGTS entre 1999 e 2013, aposentados ou não.
Aqueles que se interessarem, devem entregar na sede do Sindicato cópias dos seguintes documentos: RG, CPF, extrato analítico do FGTS do período de 1999 a 2013 (a ser providenciado junto à Caixa Econômica Federal), comprovante de endereço e Carteira Profissional de Trabalho (cópia das folhas assinadas). No ato da entrega, o associado assinará uma procuração permitindo que o Sindiagua o represente. Os trabalhadores do interior podem entregar a documentação ao advogado Rafael, às segundas, das 9h às 12h. Já os trabalhadores da capital e região metropolitana devem procurar os advogados Eduardo e/ou Carlos nas sextas, das 9h às 12h.